seg/06/20
Lições das startups

3 lições das startups: o que elas podem te ensinar

Não sei se você já parou para observar o ritmo de crescimento das startups. Muito mais acelerado do que as empresas tradicionais, essas instituições modernas já representam grandes fatias de mercado e, com certeza, podem nos ensinar bastante.

É por isso que resolvi chamar o artigo de hoje de “Lições das startups”. Se você está disposto a aprender pra crescer, dê uma olhada na forma com que essas empresas inovaram o mercado. Estou falando de ferramentas que qualquer negócio poderia aplicar para conseguir mais lucro. Você está pronto?

1. Um lugar incrível para trabalhar

Ambição, foco nos KPIs e metas até mesmo agressivas. Sim, as startups costumam se destacar por características parecidas, que elevam seus resultados. No entanto, uma preciosidade desse modelo de negócio é não abrir mão de proporcionar a melhor experiência para a galera de dentro.

Os colaboradores não só importam, como fazem os motores da empresa girar. Sabendo disso, as startups desenvolvem ambientes de autonomia, estimulando o trabalho grupal.

Sabe aquele lugar de trabalho simples, seco e sem graça? Pois é. Elas avivam o ambiente corporativo e fazem dele um local desejoso e divertido para se trabalhar. Comunicação, engajamento e integração fazem parte da fórmula. Como resultado, as pessoas passam a gostar de pertencer ao negócio, produzindo melhor.

2. Fortalecimento da imagem e foco na conversão

Outra característica marcante das startups é a preocupação com a autoimagem. Uma marca forte e bem representada atrai melhores resultados. Não só o cliente se sente mais atraído e satisfeito, como os próprios funcionários se sentem mais felizes. Foco aqui para retenção de talentos!

Não se trata de vaidade, e sim, investimentos que trazem retornos. Uma vez que as aplicações não dão resultado, a mudança é rápida. Essa habilidade do coração das startups é incrível e muito aplicável.

Basta trabalhar com dados e indicadores, medindo todas as suas ações. Você pode encontrar sistemas, métodos ou aplicativos especializados nesse tipo de gestão.

3. Modernidade das ferramentas de gestão

Por falar em tecnologia, nada melhor do que contar com a atualização. Essa é uma das lições das startups mais importantes: manter a compatibilidade com que há de mais moderno e eficiente.

Muitas vezes, a melhoria que a sua empresa precisa está a um passo de distância, cabendo perfeitamente no orçamento do negócio. Corra atrás de atualização, seja com consultorias ou pesquisas aprofundadas. Se a performance das suas ações não forem medidas, você nunca saberá onde melhorar.

Existem métodos de gestão gratuitos e práticos como o Kanban, Lean e Scrum. Além disso, a aplicação do 5s também é importante para manter a qualidade física do local de trabalho.

O que eu quero mostrar neste artigo é que nem sempre você precisa investir caro para obter resultados melhores. Atitudes simples e plenajedas fazem a diferença. Tudo o que você precisa é dar o primeiro passo. Afinal, as startups se destacam pelo baixo custo de operação. Quando o Waze foi vendido pelo Google por US$ 1 bilhão, só havia 15 funcionários no app. Percebe como o pensamento estratégico tem alto valor?

Se a sua empresa é enquadrada como pequena ou média, faço questão de compartilhar alguns conselhos de gestão financeira para aprimoramento do seu trabalho. E, ah, espero que aplique essas lições das startups o mais breve possível!

Facebook Comments

Sobre Osmar Lopes

Osmar Lopes
Osmar Lopes, atualmente CEO na empresa o Rei das Alianças, criou o blog O Sócio com o desejo de compartilhar experiências vitoriosas sobre como transformar um negócio praticamente falido em sucesso absoluto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *